Instituto Lula

31/12/2010

Balanço das entrevistas e divulgação à imprensa das atividades da Presidência 2003-2010

    O governo Lula foi marcado pelo diálogo constante com a imprensa, brasileira e internacional. Em oito anos de mandato, foram concedidas 1.004 entrevistas, das quais 989 para a imprensa e outras 15 para livros, documentários e fóruns empresariais ou sociais. Quase 80% dessas entrevistas foram realizadas nos últimos quatro anos. O pico de entrevistas foi em 2009 (mais de 250), quando houve a crise financeira internacional e a disputa pelo direito de sediar os Jogos Olímpicos de 2016, vencida pelo Rio de Janeiro.

    O presidente Lula respondeu a mais de 10,5 mil perguntas da imprensa desde 2003 – média de mais de 3 por dia. No segundo mandato (2006-2010), a média foi praticamente o dobro, mais de seis por dia, incluindo sábados, domingos e feriados.

    Nos dois mandatos foram 364 entrevista exclusivas e 620 coletivas. Das exclusivas, 136 foram para a imprensa regional, 133 para a estrangeira, 74 para a grande imprensa brasileira e 21 para imprensa segmentada. Em oito anos, foram 77 entrevistas por escrito e 11 presenciais para jornais da imprensa regional, publicadas em 182 jornais de 129 cidades dos 26 estados brasileiros, mais o Distrito Federal.

    Na imprensa nacional, foram 74 entrevistas para 25 veículos dos grandes grupos de comunicação – sete redes de TV, oito jornais, oito revistas e dois portais de internet. Para a imprensa estrangeira, o presidente Lula concedeu ao longo de seus dois mandatos mais de 130 entrevistas. Já a imprensa segmentada (esportiva, religiosa, entidades empresariais, ideológica etc) teve a oportunidade de conversar com o presidente em 21 entrevistas desde 2003.

    O presidente concedeu ainda 625 entrevistas coletivas em oito anos, 419 das quais quebra-queixos, 92 entrevistas conjuntas, 54 para grupos, 54 formais no exterior e seis formais no Brasil.

    Das entrevistas por escrito, foram 144 em oito anos (quase 15% do total das entrevistas concedidas pelo presidente). Cerca de 90 dessas entrevistas foram para jornais regionais. Mais de 180 periódicos de 130 cidades brasileiras foram contemplados com entrevistas do presidente Lula nestes oito anos de governo.

    Ao longo dos dois mandatos, o presidente ainda concedeu 43 entrevistas para 80 rádios de todo o País, atendendo a mais de 100 comunicadores. Aliás no rádio a Presidência da República realizou 281 edições do programa Café com o Presidente ao longo dos dois mandatos. O programa é distribuído por satélite e disponibilizado na internet para livre reprodução de qualquer emissora de rádio do País. Foram feitos também 212 programas de rádio Bom Dia, Ministro, nos últimos quatro anos. Ao todo, mais de 300 emissoras de todo o Brasil entrevistaram mais de 60 diferentes ministros de todos os ministérios do governo.

    Na TV, desde 2003, o presidente concedeu 16 entrevistas para 15 emissoras de nove estados brasileiros.

    COLETIVAS PREPARATÓRIAS

    Para preparar a chegada do presidente Lula aos estados, em viagens oficiais, foram organizadas entrevistas coletivas preparatórias, para a divulgação da agenda. Elas serviram para divulgar ações, projetos e programas, além de aproximar as fontes federais da imprensa regional. De 2007 até 2010, foram realizadas 167 entrevistas com a participação de 818 veículos de imprensa e 430 autoridades, sendo 326 federais.

    O boletim Notícias do Dia, que divulga informações do governo federal aos órgãos de comunicação regionais, teve 747 edições desde 2007, com cerca de 4.940 notas no total.

    Criada em julho de 2009, a coluna semanal O Presidente Responde já teve 78 edições, sendo publicada por 161 periódicos de 111 municípios, sendo 22 capitais, em 24 estados mais o Distrito Federal. A tiragem conjunta dos veículos cadastrados alcança 2,3 milhões de exemplares. Foram respondidas 234 perguntas de leitores residentes em 93 cidades de 18 estados.

    Outra ação promovida pela Secretaria de Imprensa da Presidência da República foi o encontro de autoridades do governo com correspondentes estrangeiros que moram no Rio de Janeiro e São Paulo. De 2007, quando a iniciativa foi instituída, até hoje, foram mais de 30 entrevistas.

    MÍDIA DIGITAL

    Em pouco mais de 7 anos, a página da Secretaria de Imprensa na internet teve cerca de 5,4 milhões de visitas, metade delas nos últimos dois anos, quando intensificamos a presença da Presidência da República na blogosfera e nas redes sociais. Mais de 1.500 textos foram distribuídos para endereços eletrônicos de cerca de 7 mil jornalistas. Cerca de 2.400 discursos e mil entrevistas do presidente Lula foram degravados, transcritos e publicados desde 2003, além de 500 discursos e entrevistas de outras autoridades.

    Com um ano e meio de vida, o Blog do Planalto recebeu nesse período mais de um milhão de visitas de internautas de mais de 172 países e 700 cidades brasileiras. Foram produzidos mais de três mil textos, 1.300 vídeos, mais de mil fotos, 950 arquivos de áudio e mais de 50 infográficos. A presença da Presidência da República também foi estendida a outras ferramentas de comunicação da internet, como o Twitter, que tem dois perfis: um da página da Secretaria de Imprensa (@ImprensaPR, com 6 mil seguidores) e outro do Blog do Planalto (@blogplanalto, 16 mil seguidores).

    No canal exclusivo do Blog do Planalto no YouTube (ver aqui), que conta com mais de dois mil seguidores, já foram publicados mais de 1.200 vídeos. Alguns desses vídeos, produzidos pelo fotógrafo oficial, Ricardo Stuckert, foram acessados mais de 280 mil vezes.

    Também foi criada página exclusiva do Blog do Planalto rede Flickr, comunidade virtual de divulgação de fotografias digitais. Já foram publicadas cerca de mil fotos, que já foram vistas mais de 270 mil vezes por internautas.

    Desde 2003 a área de fotografia da página da Secretaria de Imprensa na internet recebeu mais de 36 mil imagens para divulgação dos eventos, solenidades, viagens e audiências com a participação do presidente da República. Nesses oitos anos, foram 3,4 milhões de cópias de fotografias baixadas gratuitamente pelos mais diversos meios de comunicação, dos principais jornais e revistas do Brasil e do mundo, aos portais da Internet, pequenos e médios jornais, sites e mais modestos blogs de milhares de internautas espalhados pelo país.